Divagações... · Estive Pensando · Meus Escritos

Quero casar com você

IMG-20151208-WA0001

Simples assim!

Quero casar de novo, e de novo e de novo e renovar os votos até ficar bem velhinhos

Quero tentar melhorar inúmeras vezes, chorar quando dizes coisas que magoam, quero ficar emburrada até perdoar, tudo isso contigo

Quero lembrar do passado com saudade, olhar pra você e te achar o melhor marido do mundo e saber o quanto sou sortuda por te ter ao meu lado

Quero passar todos os momentos da minha vida contigo, os bons e os ruins

Quero olhar pro lado e ver que tenho com quem contar, com quem dividir, em quem me encostar no fim de um dia longo, alguém com quem não sei viver sem

Quero ter filhos e te ver neles, ficar com ciúme por gostarem mais de você, discutir a forma de educá-los e ter a família mais linda do mundo

Quero ficar em casa no fim de semana, assistir filme de criança, cuidar de você quando estiver doente

Quero fazer das coisas chatas do dia a dia os melhores momentos do mundo, fazer a feira, pagar as contas, pensar no futuro, realizar todos os sonhos com você

Quero viajar, comprar coisas pra casa, planejar jantares românticos, ir ao cinema ou pra qualquer outro canto

Quero casar com você hoje, agora. Quero planejar todos os detalhes, do vestido a lua de mel, e quero que nosso filho seja o pajem.

Quero tudo com você, ontem, hoje, amanhã, sempre!

Divagações... · Estive Pensando · Meus Escritos

Eu também queria receber…

sem-titulo

Às vezes dá uma vontade MONSTRO de gritar pro mundo tudo o que ninguém sabe, mas deveria saber. Dá vontade de dizer pra aquela pessoa que SIM, ELA ME MAGOOU, e SIM, ELA PRECISA PEDIR DESCULPA. Dá vontade de pedir um pouco mais de amor, de pedir que se deixe o orgulho de lado, de pedir que se tome o primeiro passo. Dá vontade de falar, e falar de novo e mais um pouco, até que todos entendam que EU TAMBÉM PRECISO.

Preciso de uma amizade sincera, preciso que me façam algo legal ~ sem segundas intenções. Preciso que aceitem meus erros, e que queiram meus defeitos e que entendam que ELES VEM JUNTO COM MINHAS QUALIDADES, pois também são partes de mim. Preciso que percebam que NÃO, EU NÃO TENHO OBRIGAÇÃO DE ME DOAR SEM MEDIDA, como sempre faço. Preciso que se doem pra mim ao menos um pouco do que me doo, e preciso, COMO PRECISO, que ME DEEM O VALOR QUE MEREÇO.

Foi difícil perceber que sou IMPORTANTE e que é importante também ser notada, se sentir especial pra alguém. Pra alguém que tem a mania de se sentir inferior, isso faz toda a diferença do mundo. Percebi que também preciso de atenção, também preciso me levar em consideração, também preciso me colocar em primeiro lugar, também preciso RECEBER.

Queria receber um olhar de compreensão quando vir alguma m*rda num momento de raiva ou TPM. Queria receber um pedido de desculpas sincero quando ambos erramos. Queria que dessem o primeiro passo, engolissem o orgulho, baixassem a cabeça pra mim. Queria receber um pouco do que dou. Queria que percebesse que também tenho sentimentos, que também preciso de uma mensagem de carinho, um favor, que não é porque não exijo que não preciso. Queria receber mais de quem conheço, e não precisar procurar apoio o tempo todo de gente desconhecida. Queria receber. E queria, mesmo, que as pessoas que vivem pro seu próprio umbigo pudessem notar que não preciso só doar, que não tenho obrigação de me doar, que eu também queria RECEBER!

Divagações... · Estive Pensando

WEIRDO

thyhth

Eu sou A esquisita

Tenho sido assim, tipo, desde SEMPRE

 

Sou aquela que tem 28 anos, cara de 18, espírito de 10, atitude de 40.

Aquela que é criança e idosa ao mesmo tempo.

Aquela que não gosta de falar de roupas e cabelos e malhação.

Mas que ama pesquisar sobre moda na net.

Aquela que é evangélica, mas ama o Papa Francisco.

Que defende os direitos das mulheres, das minorias, dos LGBT.

Aquela que sabe que religião é, sobretudo, AMOR.

 

Sou aquela que tem vergonha de dançar

Mas que morre de vontade de fazer balé.

Aquela que chora de saudade da família que mora na Capital

Mas que não sai do interior por nada.

Aquela que ama comer e ler

Mais do que sair com pessoas estranhas

Aquela que nunca bebeu nem fumou.

Aquela que morre pra ver o mundo melhorar.

 

Sou aquela que odeia partidarismos.

Mas que ama ideologias.

Aquela que não aceita a desigualdade

E que odeia, abomina, não tolera, ricos “fazendo pouco” de pobres.

Aquela que sabe que a pior pobreza é a espiritual.

Aquela que chora vendo filme

Aquela que não relaxa nunca.

Aquela que foi pouco criança, nada adolescente.

Pra na vida adulta reviver de tudo um pouco.

 

Sou aquela que não sabe ser sexy

Mas sabe fazer graça como ninguém

Aquela que assiste desenho mas não gosta de drama

Aquela que adora contos de fadas

Mas não acredita no amor que está nos livros

Aquela que não se identifica com nada

Com ninguém

Mas mesmo assim, sonha em se encontrar um dia.

E mudar o mundo.

E não ser alguém diferente – do que é!

Divagações... · Estive Pensando · Sem categoria

Um mundo cheio dos sabe-tudo

hjtrysry

Cada vez que se abre o Facebook, ou qualquer outra rede social “bombada” da atualidade, você é bombardeado com mil e uma postagens retratando vidas perfeitas, estilos de vida perfeitos, filosofias de dar inveja a Freud. Aparecem na sua timeline garotas fitness com pernas malhadas e pratos contendo uma “deliciosa” salada verde com bastante batata doce e frango grelhado; mães modelo mostrando os presentes que deram aos filhos ou fotografando o estilo dos pequenos; casais felizes, amizades verdadeiras, lindas fotos do perfil fotografadas durante viagens, com frases inspiradoras contando “verdades” – homens e mulheres lindos (sem photoshop) e inteligentes!

Hoje, no mundo virtual, todo mundo SABE DE TUDO. Todo mundo é perfeito, vive vidas perfeitas, é exemplo de pai, mãe, filho, tio/tia, avô/avó, amigo/amiga, profissional… Todos tem algo a dizer, verdades absolutas sobre política, religião, banalidades do dia a dia, etc, etc, etc. E na internet só vemos as coisas mais lindas, cada pessoa mais inspirada que outra (usando citações, obviamente), versículos bíblicos mostrando uma fé inabalável, felicidades incontáveis, além de tour disso, check-in daquilo, e bote “inveja” e “recalque”, todos invejam essas vidas lindas, né isso?

Mas tudo estaria bem, se tudo isso, realmente, RETRATASSE AO MENOS 1% DA REALIDADE. Mas ninguém, nem você, nem a garota fitness, nem a mãe do baby boy, nem nenhum dos “pseudo-formadores de opinião”, nem aquelas fotos tiradas na mesa do restaurante, são mais do que momentos pequenos, ínfimos, na VIDA REAL de PESSOAS REAIS, que muitas vezes se encontram alienadas “vivendo” o que não existe, ou observando essas pessoas postando tudo isso. Encontramos, VERDADEIRAMENTE, pessoas que compartilham sobre “caridade” desperdiçarem comida todos os dias, mães que ficam mais tempo no celular do que com seus filhos (afinal, crianças de 2 anos ficarem o dia todo no celular é ABSOLUTAMENTE NORMAL, todos são assim), pessoas se comunicando através do celular com quem tá longe e ignorando quem tá perto, casais se separando por falta de comunicação, pessoas que não saem de casa sem maquiagem com medo de que vejam quem realmente são, por trás de tantas MÁSCARAS.

E os alertas não param de chegar, mas estamos tão distraídos olhando pra tela que não percebemos. Não sabemos o que nossos filhos adolescentes estão fazendo, não lutamos pra tornar real os sonhos que postamos nas redes sociais, achamos normal aquele parente chegar, tirar uma foto com nosso filho, mas negar brincar com ele nem por um minuto, afinal, o que importa é que tá no facebook como “#amomaisquetudo”, não é mesmo? Me desculpem, mas não faço parte disso! Não, eu não sou perfeita, não sou bonita nem fitness, não estou cheia de verdades (nem sei bem o que acontece no mundo), não sou exemplo de mãe, filha, amiga, esposa. SOU APENAS UMA PESSOA REAL! Eu trabalho, escrevo meus próprios textos, por mais toscos que sejam, brinco com meu filho, e brigo MUITO também, não formo um casal perfeito com meu esposo (brigamos bastante, pra ser sincera), não viajo todo o tempo, me divirto em casa de frente pra televisão. E tenho medo. E fico triste. E tenho raiva. E muitas vezes peço desculpas por estar ERRADA. Não sou a dona da razão. Não sou um dos sabe-tudo! Mas, sabe, eu cresço assim. Errando, me permitindo, SENDO NORMAL. Não sou extraordinária em nada que faço, e nem você que posta que é, mas eu ADMITO ISSO! E por admitir, eu cresço. Queria MUITO que a gente aprendesse isso. Que vivesse mais, e postasse menos. Que reaprendesse a brincar com os filhos (e sobrinhos, e netos), que puxasse conversa com os amigos, que saísse com o marido pra jantar fora e conversar, de verdade, sem precisar tirar uma selfie a cada 10 minutos. Queria que a gente parasse de ser sabe-tudo, e que parasse de pensar que todo mundo tem inveja de nós. Porque ninguém precisa ter inveja de ninguém. Pode não parecer, mas aquela mãe também dá um tapinha no filho na hora da raiva, aquela garota linda também acorda feia, leva fora do namorado, tem que arrumar o quarto, e muitas vezes não é tão linda por dentro. São só vidas, só pessoas. Somos só nós. Não somos sabe-tudo, pois de verdade, não sabemos de NADA. E o legal é mesmo isso!

Divagações... · Meus Escritos · Sem categoria

A última carta

3492765112_ba01070774_zPor favor, me perdoe

Esta é uma carta de despedida

Difícil saber como começar

Difícil, mesmo, terminar

Eu sei, Chegamos ao fim

 

Por favor, me perdoe

Por não poder ficar

Por não tentar mais,

e não lutar por nós

Mas não há o que tentar, não há o que lutar

 

Por favor, me perdoe

Estou indo agora

E desculpe por tudo o que te fiz

passar

Por te fazer me amar

E agora, por te deixar

 

Por favor, me perdoe

Por tudo, por nada

Pelo que fiz com o resto de nós

Mas não há mais nada

Não existe nós dois, então, adeus

 

Por favor, me perdoe

Por não ficar

Por ir…

Blogagens Coletivas · Divagações... · Estive Pensando · Meus Escritos

BEDA #16 Desabafo: sendo quem eu quero ser

bodegones-pinturas-surrealistas-con-flores

Você precisa ser assim.

Precisa ser bonita pra agradar os meninos

Precisa ser “boazinha” pra agradar seus pais

Precisa sorrir mesmo que não queira, ser alegre, inteligente, prestativa, se doar, senão as pessoas não vão gostar de você.

Mas e o que quero ser?

Você precisa ser assim.

Precisar ser uma boa esposa, dona de casa e mãe

Precisa se cuidar, se produzir, se perfumar, chamar a atenção

Precisa ser “multitarefa” pra não ficar pra trás

Mas e o que quero ser?

E de tanto precisar, acabei reprimida.

Reprimi meus desejos, minhas vontades, meus sentimentos, por medo e rejeição

Reprimi quem sou, por medo de não ser amada

Reprimi até não mais sentir

Mas do que adianta viver, se não sinto nada?

Então desabrochei pra o que quero ser

Quero ser corajosa, quero sentir, quero sorrir

Quero ser corajosa pra desafiar o que preciso ser pra ser o que quero ser

Quero ser corajosa pra botar pra fora o que me reprime por dentro

Quero ser corajosa pra não precisar, mas querer ser (e ser) quem sou de verdade!

Divagações... · Estive Pensando · Meus Escritos

Refletindo sobre nada

100_1831

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

O monstro debaixo da cama.

O medo do escuro.

Os sonhos que foram esquecidos.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

Os primeiros, segundos, terceiros beijos.

O desejo de casar de véu e grinalda.

A vontade de ser bióloga, diplomata.

Ficou na vontade.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

As amizades passadas.

Os empregos largados.

Aquela vida que não tenho mais.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.

.

Os passados, acabaram-se todos.

São os presentes as dádivas pra hoje.

Não há mais o escuro, o monstro, os sonhos.

Antigos desejos, vontades antigas.

E tudo o mais que ficou para trás.

Acabou que não era nada.

Nunca foi, nunca será.