Divagações... · Estive Pensando

Uma válvula de escape

079ca66c2a88a7bd559a7d11de1ba073

Um lugar para colocar tudo o que sinto pra fora. Sem medo. Sem julgamentos. Assim nasceu o Mulher Pequena. E nesses anos por aqui, sinto mais do que nunca que preciso dele. Sempre tive meus problemas e dilemas como todo mundo, mas na vida adulta, parece que tudo tomou proporções avassaladoras. Um carinho de mãe já não resolve aquela “neura”. O medo se instala e parece não querer mais sair. E esse medo, ah, o medo, se torna mais real do que nunca. Sei que o bicho-papão não existe, mas também tenho pleno conhecimento de que a doença, a morte, o sofrimento, a dor, etc., existem e são bem reais. E desses medos, surge tanta coisa ruim que nem todos os psicólogos, psiquiatras e remédios “controlados” do mundo podem resolver. Preciso, de algum modo, me ajudar, botar pra fora, encontrar uma solução pra tudo o que sinto. E é isso que esse blog é pra mim!

Nesses últimos anos de vida “adulta”, registrei por aqui cada uma de minhas “questões”. O medo, a frustração, a ansiedade, a esperança, sempre estiveram por aqui, pois fazem parte de mim. Por aqui, encontrei algumas respostas; amigos que me ajudam a superar os problemas; ou apenas um alívio quando derramo um pouco do meu coração através dessas palavras. Esse blog é meu confidente, uma válvula de escape para quando eu precisar. E nesse momento, estou precisando (e muito)!

Por isso não quero deixar isso aqui morrer. Por isso que não posso deixar isso aqui morrer! Preciso desse cantinho, das pessoas que curtem, comentam, aconselham, me mandam cartas. Preciso de cada pedaço de mim que está por aqui. Preciso disso para me dar força, para me fazer olhar para trás e ver que tudo passou, e que isso, o que tá dentro de mim agora, também vai passar. Preciso ler cada palavrinha, teclar e teclar até que me sinta bem de novo. Preciso saber que não vou enlouquecer, que meus medos não vão me dominar, e que tudo vai dar certo no final.

Acredito nisso, por isso estou aqui, depois de tanto tempo, retornando mais uma vez pro que me faz bem quando estou mal.

Xêro grande!

Anúncios

3 comentários em “Uma válvula de escape

  1. Mari, ando pensando em muitas dessas coisas que vc falou no texto, em resumo: medos e vida adulta (parece que eles andam muito juntos, né?). Também uso muito o blog como uma válvula de escape, e agora com a terapia tenho mais ferramentas pra me ajudar.
    Espero que esse cantinho e o nosso carinho possam te ajudar hoje e sempre! Conte comigo!

    Beijos!

    Curtir

  2. Tome seu tempo, Mari!
    Acabamos sempre nos cobrando demais, tentando ser boas demais… Temos que seguir nossos tempos, nossas vontades mais profundas.

    Lembre-se que nós, que amamos seus textos e seu blog, sempre estaremos aqui 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s