Blogagens Coletivas · Sem categoria · Sendo Eu

A Alegria daqueles Carnavais

IMG-20160209-WA0007

Me lembro como se fosse ontem, como se o tempo não tivesse passado, daqueles dias de infância, maravilhosos e inesquecíveis, onde tudo era inocência, diversão, amizade e brincadeiras. Naqueles anos, também, ficaram as melhores recordações, dos melhores Carnavais da minha vida. Carnaval não era farra, não era bebida, não era namoro, nem nada disso. Pra mim, vestida na minha melhor fantasia de fada (ou de palhaça, ou bailarina…), o Carnaval era uma festa incrível, cheia de luzes, sons e muriçocas (siiim, o bloco que eu ia era o Muriçocas do Miramar, então…), com meus primos e tios ao meu redor, nos divertindo como nunca.

Amava correr pela casa da minha bisavó, que ficava bem em frente onde o bloco passava, e pra mim, pouco importavam as bandas que tocavam. O que importava, de verdade, era estar junto das pessoas que mais amava, me divertindo como nunca, ao som do Chiclete (sim, já tocavam naquele tempo!). Me sentia uma princesa, uma fada, uma palhaça, de verdade, pra mim tudo aquilo era real. Hoje, sei que era realidade mesmo!

E os tempos foram passando, os interesses mudando, e mudei, também! Mudei de cidade, pro interior, e continuei amando o Carnaval, mesmo que essa data pra mim fosse, agora, ficar em casa até altas horas, até o sono me vencer, assistindo as Escolas de Samba do Rio com minhas irmãs, eu torcendo pela Portela, elas, pela Mangueira…

Foi muito bom. Bom não, foi maravilhoso! Adorei cada segundo, cada minuto, cada Carnaval daquele, lembranças que ficaram guardadas na minha memória. A casa da minha bisavó não existe mais, não vou mais pras muriçocas com meus primos, nem assisto as Escolas de Samba com minhas irmãs. Agora, o Carnaval é do meu filho, e por tabela, é meu também. Ficaram as boas lembranças, a saudade de um tempo que não volta, o aperto no peito quando vejo as Muriçocas passando pela televisão, ou quando ouço o “…são as muriçocas, abram alas que elas vão voar…”. O que quero mesmo, agora, é poder proporcionar pra Davi alguns desses bons momentos que um dia vivi e tanto amei. Que ele possa ser feliz, ao menos, um tanto do que fui, na alegria daqueles Carnavais.

12191717_10207450342518984_5470877887559865017_n

Anúncios

14 comentários em “A Alegria daqueles Carnavais

  1. *—————-*
    Que lindo seu texto ❤
    Senti a sua nostalgia, a tristeza, o aperto no peito pela casa da sua bisa, tem tanto sentimento aqui, como é bom recordar essas coisas… ❤
    O tempo passou mas os carnavais continuarão vivos na memória. Outros virão e quem sabe você não possa viver essa felicidade novamente e criar novas lembranças mágicas p/ você, p/ seus filhos, netos e bisnetos, não é? =3
    Bjoo :**

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s