Divagações... · Estive Pensando · Meus Escritos

Sobre as estranhezas de um ser estranho…

Estranho-no-ninho

Sou estranho, sempre fui, sempre soube disso. Nunca me encaixei em nenhum lugar, mesmo que quisesse, mesmo que tentasse, não é algo que consiga esconder, não dá pra ser alguém que não sou, pois só o que sei é ser assim, estranho… Gosto de me vestir como menina, mesmo que já seja mulher. Conto piadas sem graça o tempo todo, rio de tudo, não gosto de drama, nem de nada que me faça chorar. Aliás, choro com tudo, com comercial de criança, com desenhos bonitinhos, ao ver qualquer coisa emocionante. Choro mesmo, até sem motivo, e gosto de chorar. Estranho, né?

Sou estranho por não gostar de sorvete, e sentir frio quando todo mundo sente calor. Por morrer de medo de dirigir, embora tenha carteira de motorista, há quase dois anos. Por lembrar do passado todo tempo, por ser nostálgica por natureza, por adorar pesquisar sobre o passado e sobre serial killers (fica entre nós!). Sou totalmente esquisito por tantos motivos, grandes ou pequenos, por ter gostos peculiares, por ser uma adulta infantil, por ter sido uma criança adulta, por ter dado meu primeiro beijo aos 18. Por só ter beijado dois garotos toda minha vida. Sou estranho, mas não me arrependo de ser…

Sou estranho por não concordar com o mundo, porque me sinto culpada depois de uma briga, mesmo que a culpa não tenha sido minha. Porque peço desculpas bem mais do que o necessário. Por não ter orgulho próprio e ser a pessoa mais insegura que conheço. É estranho ser assim? Não sou de direita, e nem de esquerda. Não gosto da Dilma e nem do Aécio. Não acho justo um advogado (mesmo que seja eu!) ganhar mais que um professor ou alguém que limpa nossa rua. Estranho as pessoas beijando desconhecidos, se entregando pra quem não conhecem, abortando filhos, brigando com seus pais. Pra mim, é tudo muito estranho, mesmo.

Sou estranho por sonhar acordado a maior parte do tempo. Por querer conhecer a Disney até mais que meu filho. Por querer fazer Letras, Serviço Social e Biologia, tudo ao mesmo tempo. Por pensar em mil coisas quando nada está acontecendo. Por ter medo de tudo, e deixar que esse medo me domine, muitas vezes. Por ficar paranoica cada vez que meu filho adoece. Por me ressentir a maior parte do tempo com as atitudes das pessoas. Por acreditar em todo mundo e cair na mesma cilada de novo e de novo. Por ser o otário que tanto falam nas músicas. Por amar tanto as causas pedidas. Sou assim, sempre fui e sempre serei. Tenho orgulho do que sou. Estranho isso… Pois é, esse sou eu, sou estranho.

Anúncios

9 comentários em “Sobre as estranhezas de um ser estranho…

  1. Mari, que lindo!!! :)))
    Temos que ter orgulho de ser quem somos, independente de nos encaixarmos ou não – mas convenhamos, não fazer parte dessa grande massa é algo enriquecedor, de certa forma – e confiar em si mesmo, é a chave (!!!)
    Beijinho minha linda, e uma ótima semana! ^-^

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s