Divagações...

É impossível ser feliz sozinho?

1330911_62742268

(Porque, de tudo o que vejo, ouço, sou, preciso compartilhar algo, deixar algo registrado…)

Diz a música, tocada desde que eu era bem pequena, lá em casa, que “é impossível ser feliz sozinho”. E desde muito cedo, escutando Sandy me dizer que imaginou um “conto de amor” e as meninas do “falecido” Rouge me confidenciando que o amor ia “chegar pra mim”, senti uma necessidade, quase que obsessiva, de ter alguém, de amar alguém, de viver uma história de amor de cinema, dessas de deixar as pernas bambas e o coração sempre batendo meio acelerado.

E confesso que passei muitos anos da minha vida em busca disso, dessa felicidade, que era IMPOSSÍVEL de se encontrar estando sozinha. E fui realmente “não feliz” por um bom tempo, à espera de amar, sonhando dormindo e acordada com meu “príncipe encantado”, embora o que eu encontrasse eram apenas “sapos”, que eu não estava disposta a beijar para ver se havia alguma transformação. E me convenceram, uma e outra vez, por músicas, filmes e vivências, que não era possível ser feliz sem ter alguém do lado. E foi o que aconteceu, não fui feliz enquanto não tive esse alguém.

Então, ele apareceu! Como passe de mágica, como você vê uma estrela cadente no meio da noite, de repente, não mais que de repente… E foi amor, foi felicidade, foi completude, e foi também saudade e necessidade… E parecia que a frase realmente fazia sentido, naquele momento, pois toda a “não felicidade” que eu tinha sentido quando estava sozinha, havia se transformado em plenitude, em felicidade, em tudo-o-que-há-de-bom-de-sentimento, agora que eu estava COM ELE.

Mas os anos passaram (eles sempre passam!), e com eles vieram as brigas, as diferenças, os egoismos, e toda a parte ruim – e natural – de um relacionamento… E desde então, tenho experimentado um sentimento novo, que é a “solidão acompanhada”… Noites regadas de longos monólogos, toques rejeitados e alguma – solidão… Se é “impossível ser feliz sozinho”, tenta ser “feliz sozinho-mas-acompanhado”! Aí você entende que sua felicidade é sua, assim como sua autoestima, seu respeito e amor próprio. Entende que não precisa de elogios, nem de que alguém te chame de linda, pra viver, e mais, ser feliz. Entende que o amor é bom, sim, mas que tudo o que o envolve, incluindo beijos, abraços, elogios, sexo, tudo é meio que superestimado. Entende que bonito mesmo, bom mesmo, gostoso mesmo, indispensável mesmo, é ser feliz, mesmo estando sozinho. Entende que a “magia” está justamente nisso: em conseguir encontrar sua própria felicidade, apesar dos pesares.

Amar é bom sim, vira a cabeça, acelera o coração, deixa as pernas bambas, é simplesmente incrível. Mas o melhor amor é o próprio, e bom mesmo é se doar por vontade e não por necessidade…

Que a gente aprenda que é (bem)possível ser feliz sozinho. E que sejamos, realmente, nossa própria felicidade!

Anúncios

27 comentários em “É impossível ser feliz sozinho?

  1. Na última vez que eu me dei a chance de entrar em um relacionamento eu achava que era feliz, até eu perceber que havia me tornado outra pessoa em função de dar felicidade ao ex. Ficando sozinha durante vários anos eu vi que nao preciso me amarrar a alguém para ser feliz, solteira talvez eu até seja mais realizada. Lembro muito que minha avó sempre dizia “para alguém te amar de verdade, tu tem que gostar de quem tu é” e ela teve razão esse tempo inteiro. Talvez quando chegar o dia de eu me “apaixonar” de verdade eu coloque minha tese a prova. Adorei sua postagem, o texto está impecável!!
    Beijo!

    Curtir

    1. Obrigada Bruna! E já posso te adiantar que sua vó está muito certa. Não adianta a gente não se amar, não se valorizar, não se colocar em primeiro lugar, ao menos algumas vezes. Acabamos nos tornando refém, de outros e de nós mesmos!
      Um xero e aguardando pelos posts do Diver.

      Curtir

  2. Ótimo texto, parabéns!
    É exatamente isso que acontece depois de anos de relacionamento. Simplesmente aquela pessoa que antes ouvia até você falar sua lista de compras, agora não quer ouvir mais suas besteirinhas que você adora discutir. Aí caímos em uma solidão, como VC citou acompanhada. A gente tem o q dizer, mas ele não quer ouvir. Talvez por isso existem os blogs. Kkk
    Quando ninguém te escuta VC começa a conversar com o PC.
    Bjuss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s