Divagações...

Autoestima: que coisa preciosa!

 Dias desses vi uma publicação no blog JUST LIA (sei que vocês já conhecem mas, para o caso de não conhecerem, recomendo demaisss) falando sobre autoestima, nossa imagem, a ditadura da beleza, a dependência que temos de usar make para ficar bonitas, enfim, essas coisas que são “grilos” de todas nós, meras mortais!

untitled

E, juro, quando li, super me identifiquei com o texto, e mais ainda, com o contexto mostrado no que ela escreveu, não apenas no tocante a se aceitar como é, mais ainda, um fato MUITO mais profundo, que é você se amar da maneira que Deus te criou, e realmente se achar bonita do jeito que você é, física e psicologicamente (mesmo que esse aspecto tenha ficado meio relegado a segundo plano nesses últimos anos).

Sempre, sempre, SEMPRE, tive problemas com minha autoestima, sempre quis ser mais alta, bonita, loira, ter um cabelo “menos ruim”, e isso gerou uma série de procedimentos altamente prejudiciais, não apenas para meu físico, no caso dos inúmeros tratamentos com formol que fiz para alisar meus cachinhos, como também psicológicos, com uma falsa ilusão de que não sou suficientemente boa do jeito que sou, e que tenho que mudar o tempo todo para atingir uma “perfeição” que nunca alcanço.

Até então, nunca tinha pensado sobre isso de forma séria (Não que eu faça isso com frequência, sou meio palhaça mesmo) e então, quando vi o post da Lia no blog dela, percebi que estava dedicando tempo DEMAIS querendo me mudar, e sem nenhum senso de autoestima ou aceitação, bem como ODIANDO as meninas perfeitas de cabelo bom, loiras e gatas que eu via todo dia no facebook (desculpe meninas!), e as invejando, me sentindo cada vez mais feia e me mudando mais, e mais, sem NUNCA me satisfazer como sou (nossa, sintam o DRAMAA)… e em contrapartida, não estava dedicando tempo suficiente para me conhecer melhor, me enxergar como sou, ver minhas qualidades e o ser único que Deus fez, quando me criou.

E entãaao, desse dia em diante, tomei umas pequenas decisõesinhas em minha vida, que quero compartilhar com todas vocês, que tanto amo, como forma não só de desabafo, mas também de ajudar quem tiver passando pelo mesmo dilema que eu, mas não sabe como encontrar a “luz no fim do túnel”. Vejam minhas RESOLUÇÕES (agora é sério!!!):

1. Temos que nos ACEITAR E NOS AMAR COMO SOMOS! E não é nos aceitar maquiadas/bronzeadas/com escova e chapinha no cabelo/musculosas e magrinhas; é nos amarmos em todos os momentos, nos olharmos como Deus nos olha, e aprendermos a VALORIZAR o que temos de melhor!!! Sim, somos lindas do jeito que somos e, se não estivermos satisfeitas e felizes com o que somos, OK mudar, mas não se espelhando em alguém, apenas em vocês!

2. Vamos, A PARTIR DE HOJE, AGOOORA, parar de nos comparar com outras pessoas!! Ninguém é igual a ninguém e são as diferenças que nos fazem mais importantes. Se olhássemos mais para nós e procurássemos nos conhecer e nos amar como somos, iríamos notar como somos SENSACIONAIS DO JEITO QUE SOMOS. Duvida? Olhem as blogueiras: Lia, Karol Pinheiro, Raiza Nicacio! Vejam como elas são beeeeem diferentes, não sem encaixam nos estereótipos de “gata do verão 2014”, mas são liiiiiindas e altamente amadas e com milhares de seguidoras!!! Viu?????

3. O mais IMPORTANTE! Geeeenteeee, o físico não é tudo o que temos não viu?? Cultivar o psicológico, o intelectual e os nossos talentos é igualmente importante. Não adianta ficarmos altas horas nos produzindo para ficarmos PERFEITAS, se nosso conteúdo não for igualmente cuidado!

LEMBREM-SE! A FORMA É TÃO IMPORTANTE QUANTO O CONTEÚDO!

SOMOS PERFEITOS COMO SOMOS!

VAMOS NOS AMAR E NOS CONHECER MAIS E OLHAR MENOS PROS OUTROS!

P.S.: Desculpem, o post ficou GIGANTE, mas simplesmente TINHA que dizer tudo isso a vocês, não podia tirar nenhuma linhazinha.

P.S 2.: Olhem, se vocês são loiras, lindas e gatas, ou então se gostam de cuidar da beleza, esse post não é para criticar vocês, OK? Cultivar nossa beleza por fora também é muito importante e super prazeroso!

P.S.3: Segue uma lista de uns filminhos altamente “cools”, que ajudam a dar um up na nossa autoestima:

O Discurso do Rei (The King’s Speech, 2010, ING)

Erin Brokovich, uma mulher de talento (Erin Brokovich, 2000, EUA)

Uma Mente Brilhante (A beautiful mind, 2001, EUA)

O Diário de Bridget Jones (Bridget Jones’s diary, 2001, EUA)

Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006, EUA)

Uhuuu, terminou!!!!!!

Mais uma coisinha (o que, Mariana!!!!): Amem-se, amem-se, amem-se!

XOXO

361809-Cabelo-Cacheado

Anúncios

4 comentários em “Autoestima: que coisa preciosa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s